Mdina e Rabat

A história de Mdina remonta há mais de 4000 anos atrás. Segundo consta, foi aqui que, no ano 60 d.C., viveu o Apóstolo S. Paulo depois de ter naufragado nas ilhas. Diz-se ainda que S. Paulo viveu no interior da gruta conhecida como Fuori le Mura (fora da muralha da cidade), agora conhecida como Gruta de S. Paulo, em Rabat. Iluminada por candeeiros à noite e conhecida como a "cidade silenciosa", Mdina merece ser visitada pela seu incrível ambiente intemporal, bem como pelos seus tesouros culturais e religiosos.

Mdina's Main City Gate

Mdina teve nomes e títulos diferentes, atribuídos pelos seus vários governadores e de acordo com o seu papel, no entanto é o seu nome medieval que melhor a descreve - "Citta' Notabile": a cidade nobre.

Tanto na altura, como agora, era o local de residência das famílias nobres de Malta; algumas deles descendentes dos suseranos normandos, sicilianos e espanhóis que residiram em Mdina a partir do século XII. As suas ruas estreitas e sombrias estão repletas de palácios impressionantes.

Mdina é um dos melhores exemplares europeus de uma cidade antiga fortificada com uma extraordinária mistura de arquitetura medieval e barroca.

Tal como a vizinha Mdina, Rabat teve um papel fundamental no passado de Malta e é a principal fonte de património cultural.

Este grande município provinciano fez parte da cidade romana de Melita e a sua importância durante o período romano pode ser comprovada pelos locais e relíquias arqueológicas encontrados.

St Paul's Catacombs in Rabat

Durante vários séculos, foram várias as ordens religiosas que se estabeleceram nos arredores de Rabat e os Franciscanos, Dominicanos e dos Agostinianos ainda prosperam atualmente na região com os seus grandes conventos e mosteiros, atendendo às necessidades dos paroquianos das suas igrejas.

A vila é um centro comercial e funciona como um mercado para as grandes áreas agrícolas do seu interior. Está ainda bem estabelecida enquanto atração turística devido aos seus locais históricos e arqueológicos: a Villa Romana (Domus Romana), catacumbas, a Gruta de S. Paulo e as magníficas igrejas e mosteiros.