Novos locais de mergulho

Para além dos vários locais para mergulho já existentes nas ilhas maltesas, o Turismo de Malta contribui ativamente para a criação de novos locais de mergulho. Para esse efeito, recorre-se ao afundamento de embarcações em áreas arenosas do leito marinho, que eventualmente se transformam em recifes artificiais.

A mais recente iniciativa deste género teve lugar a 20 de junho de 2013, com o afundamento de um antigo barco rebocador ao largo de Exiles, em Sliema. 

A embarcação, depois de serem limpos todos os vestígios de petróleo e gordura, foi afundada no leito marinho 20 metros abaixo da superfície, a cerca de 250 metros ao largo de São Julião e 389 metros da quebra-mar de Portomaso, no âmbito de um projeto criado pela Associação Profissional de Escolas de Mergulho em colaboração com o Turismo de Malta, integrado na iniciativa
maltagoesrural.