Victoria e Cittadella

Gozo Cathedral in Victoria

Todos os caminhos de Gozo vão dar a Rabat, cidade também conhecida como Victoria. A Citadela é visível a partir de quase qualquer ponto da ilha, situada abruptamente acima da paisagem rural circundante.

A Citadela de Gozo teve origem na época medieval, mas a colina foi ocupada por vários povos desde o período neolítico. A Citadela foi, durante séculos, utilizada como um refúgio aos ataques dos corsários bárbaros e sarracenos. Estes invasores levaram, várias vezes ao longo da história de Gozo, as suas populações como escravos.

Após o Grande Cerco de 1565, os Cavaleiros decidiram voltar a fortificar a Citadela para que esta se tornasse um local de refúgio e defesa contra outros ataques. Até 1637, a população de Gozo era obrigada por lei a passar a noite na Citadela para sua própria segurança. Esta restrição foi levantada mais tarde, em tempos mais pacíficos, e as pessoas passaram a ocupar o território abaixo da muralha, acabando por fundar assim a vila de Rabat, atualmente conhecida como Victoria.

Victoria é mais do que o centro geográfico de Gozo, é também o centro da vida quotidiana. Combina a azáfama do seu mercado com um ambiente descontraído e sociável. É o local perfeito para observar o quotidiano dos habitantes locais, principalmente nos dias em que a praça principal do mercado, It-Tokk, ganha vida. 

St. George's Basilica, GozoExplore o mercado de Victoria e as suas ruas estreitas e sinuosas e irá encontrar uma grande variedade de produtos frescos, queijos e vinhos, antiguidades, artigos de artesanato, redes de pesca e artigos em malha. A vila tem também uma vida cultural agitada e característica, com algumas atrações surpreendentes desde ópera a corridas de cavalos na rua principal no dia de celebração da vila.