Semana Santa e Páscoa

As celebrações da Semana Santa e da Páscoa são sobretudo celebrações religiosas, levadas a cabo em igrejas onde os fiéis acorrem em grande número para comemorar a paixão, a morte e a ressurreição de Cristo.

Candles on an altar

A Semana Santa tem início na sexta-feira que antecede a Sexta-feira Santa, e é marcada por uma procissão, durante a qual a estátua da Nossa Senhora das Dores é carregada pelas ruas de Valeta e de muitas outras vilas e aldeias.

 Quinta-feira Santa - véspera da Sexta-feira Santa - é marcada pelas "sete visitas", que são visitas a sete igrejas para prestar homenagem aos Altares de Sepulcro.

A Sexta-feira Santa é marcada por uma atmosfera mais sombria, uma vez que as igrejas são privadas dos seus tradicionais ornamentos. No final da tarde, as várias vilas e aldeias comemoram a Paixão de Cristo com uma procissão solene de estátuas. Cada uma dessas estátuas representa um episódio particular da Paixão de Cristo e é levada pelos homens que carregam o andor. Entre as várias estátuas (cerca de dez no total), os participantes vão vestidos como personagens bíblicas e participam na procissão de maneira solene. Muitas das procissões incluem homens a carregar cruzes e, por vezes, a arrastar correntes atadas aos seus pés, como atos de fé ou penitência.

No domingo, o espírito é completamente diferente assim que tocam os sinos a anunciar a Ressurreição de Cristo. A meio da manhã do domingo de Páscoa, é realizada uma procissão com a estátua do Cristo Ressuscitado que é acompanhada pelas ruas por uma banda a entoar músicas festivas. No final, o caminho é desobstruído para que os homens que carregam o andor possam entrar na igreja a correr e devolver o Cristo Ressuscitado de forma triunfante à igreja.

Tradicionalmente, o dia de Páscoa é celebrado com um almoço de família especial. É também comum visitar familiares e amigos e trocar pequenos presentes e votos de felicidade. Outra das tradições é oferecer às crianças ovos de páscoa cobertos de chocolate e uma "figolla", um pastel recheado de amêndoa na forma de um coelho, cordeiro, peixe ou coração, coberto com glacê.